sábado, 2 de fevereiro de 2008

Perfis anônimos, pseudos-perfis na web - eu acho esquisito, e você?

Quando tomei a decisão de entrar nas redes sociais da web, como Orkut, MySpace, Flickr, etc., tinha bem claro para mim a utilidade destas ferramentas: fazer novos contatos, criar maneiras alternativas de me comunicar com as pessoas que compartilham os mesmos interesses que eu e abrir mais uma via de acesso do Navrattna Yoga às pessoas.

 

Então, caí na rede. Tenho entrado diariamente nos mais diversos portais para postar comentários, avisar de eventos promovidos em nossos estúdios de yoga e para achar informações interessantes. Eu já estava avisada, reavisada e triavisada sobre a invasão de privacidade, sobre a exposição que nossa vida pode sofrer nestas comunidades e sobre todos os riscos alardeados da gente colocar nossa opinião à mercê de um clique no mouse. Pessoas mais experientes até me sugeriram criar um user pseudônimo, com o qual eu poderia me comunicar nas redes sociais, sem me expor tanto.

 

Tenho que confessar: acho esquisito pacas este tipo de coisa, ocultar-se atrás de um falso ID.

 

Satya - a verdade - é um dos yamas mais enfatizados no Yoga.

 

Dia após dia entro e saio de fóruns onde mensagens anônimas são postadas. Toda hora vejo visitas ao meu perfil de pessoas que não se identificam. Simplesmente não entendo... Ou melhor, entendo bem, porque até votações importantes no Senado e na Câmara também são feitas no escuro, sob o véu do anonimato.

 

A web 2.0 traz o risco da ignorância e da mentira. Já vi links da Wikipedia com conteúdos totalmente falsos, criados unicamente com a finalidade de legitimar o que não é legítimo. Já vi assuntos profundos serem tratados com superficialidade em inúmeros fóruns de discussão. Já vi inúmeros blogs copiarem artigos de outros blogs e dá-los por certos e verdadeiros, apenas porque estavam nas primeiras fileiras nas páginas de pesquisa do Google. Pesquisar e estudar através destas fontes requer cuidado redobrado e olhos atentos, pois não podemos acreditar em alguma informação apenas porque ela está escrita em um site.

 

Diante destas considerações, continuo na minha decisão de usar a internet assinando meu próprio nome embaixo, mesmo que isso me traga uma certa dor de cabeça. Quando a gente opta pelo Yoga, opta integralmente. Não consigo deixar de praticar seus princípios em todas as esferas de minhas vida. Não saberia me ocultar atrás de um avatar ou de user falso.

 

O curioso disso tudo é que, antes do yoga, eu trabalhava com publicidade e marketing - que é a arte da sedução suprema. Continuo gostando de publicidade e de marketing, mas encaro sua função de uma maneira completamente diferente hoje. Acredito que é possível, sim, fazer marketing do bem, investir verba publicitária colocando na cadeia produtiva o conceito do ganha-ganha. Acredito que possamos fazer marketing sem mentir. Nas minhas relações profissionais com meus fornecedores, procuro ser sempre transparente. Isso não nos isenta de algum stress com demora em prazos, briefings incompletos, mudanças de rumo, etc. Também não isenta que erremos. Erramos. Todo mundo erra. Como diz aquele ditado, "errar é umano".

 

Mas procuro colocar Satya nas minhas relações profissionais e na maneira como inserimos nossa publicidade no mercado. Então, no que depender de mim, você sempre saberá se fui eu mesma que comentei seu post ou visualizei seu perfil.

 

Tenho gostado muito de participar das discussões da Sociedade Vegetariana Brasileira - Grupo Curyi, de Curitiba. Eles têm me ensinado sobre engajar-se. Meu engajamento é este: enquanto se proliferam os users, ID, emails e tudo o mais na internet, vamos refletir sobre a idéia de que já difícil por si só sermos verdadeiros conosco mesmo; portanto, ficar nos ocultando para os outros é um empecilho a mais para se gerenciar no meio de nosso caminho rumo à liberdade de sermos quem somos e de nos aceitarmos assim.

Namastê.

 

Mayra C. Castro

2 comentários:

Anônimo disse...

Mayra, muito boas as suas postagens.
Gostei!
Concordo com você quanto aos anônimos e mais, acho que é uma falta de maturidade não assumir suas opiniões.Muitas pessoas se valem desse expediente para agredir o outro, fazer críticas que à luz do dia não teriam coragem.
Mas, o que é Bom, Belo e Verdadeiro tem valor por si e não precisa se esconder.
Parabéns pelo blog.
Namastê
Eliane Ferrari (Ma Anurag Deepti)

Amor, Amor, Amor...& Luzzz!
http://amorluz.blogspot.com/

E felicidade para o Planeta disse...

URGENTE !!! Campanha CIRCO LEGAL NÃO TEM ANIMAL ! Temos até o dia 21 de Agosto de 2008 p concluir a PETIÇÃO ONLINE dirigida ao CONGRESSO NACIONAL !!! Será q vc poderia divulgar o site desta PETIÇÃO p as assinaturas virtuais no seu blog ??? Valeu !!! http://www.petitiononline.com/mod_perl/signed.cgi?plcircos&1